4 Estratégias de Gestão Financeira para Sua Empresa – FCAP JR.

4 Estratégias de Gestão Financeira para Sua Empresa

Pensar estratégias de gestão financeira para sua empresa é vislumbrar em desenvolvimento. Sim, cuidar das finanças do seu empreendimento é sinônimo de crescer, e vamos te apresentar algumas dicas de como fazer isso.

A gestão financeira serve para melhor o controle administrativo dos recursos financeiros de uma empresa. Entre outras palavras, é tomar conta do dinheiro, a partir de processos ágeis, visando o crescimento econômico do negócio. Para isso, existem ações bem assertivas que devem ser incorporadas às estratégias de todos os tipos de empreendimento, confira nos próximos tópicos.

1 – Monte um plano orçamentário

Quem acabou de iniciar um negócio não aguenta mais escutar a palavra planejamento, porém, ela nunca deve sair de sua rotina. E não existirá uma gestão financeira sem um plano pré-estabelecido. Precisa estabelecer ou adotar métodos que ajudem a controlar a movimentação dos recursos financeiros.

Então elaborar um plano orçamentário (trimestral, semestral, anual, etc.) é uma estratégia indispensável. O formato básico desse plano consiste em:

  • Traçar objetivos que devem ser alcançados por meio de metas;
  • Criar políticas ou programas que viabilizem o controle orçamentário.

Para ilustrar isso podemos pensar numa empresa que estipula em seu orçamento anual menos gastos com sua frota de veículos, e quer atingir isto reduzindo o consumo de combustível. Esse plano é apresentado para os gestores responsáveis pela frota, e eles deverão criar programas que focarão em boas práticas que ajudarão para diminuir a despesa com etanol/gasolina.

2 – Crie mecanismos para avaliar o crédito oferecido aos clientes

Um dos grandes problemas que atinge os varejistas é a inadimplência dos seus clientes. Existem estratégias de gestão financeira que podem resolver isso? Sim.

Inicialmente pode oferecer limites de créditos seguros, que estejam dentro das limitações de renda de seus clientes. Um sistema de cadastro sólidos ajudará a montar isso. Mas, se felizmente a demanda de suas vendas é enorme, poderá contar com a ajuda da tecnologia para isso. No mercado existem ferramentas digitais que ajudam a analisar o perfil de crédito de muitos consumidores. Usando-as conseguirá ter um nível de precisão maior, e o risco da inadimplência reduz.

3 – Separe as despesas pessoais do fluxo de caixa de sua empresa

É comum que pequenos e médios empreendedores não desassociem suas contas pessoais do fluxo de caixa da empresa. Se faz algo similar, pare já! Uma gestão financeira para funcionar dentro de uma empresa, precisa focar nas despesas reais do negócio. Seus gastos como pessoa física são de sua responsabilidade, não de seu empreendimento.

Muitos iniciantes vislumbrados com os valores que entram em suas caixas registradoras, começam a retirá-los para fazer compras pessoais e pagar contas. Ao final de 6 meses estão com um buraco no orçamento sem precedentes.

O caminho certo, principalmente para quem estar começando, é separar uma parte do valor que irá investir e destiná-lo para manter sua casa por determinado período. Depois precisa definir uma espécie de pró-labore que irá sacar mensalmente, e assim manter seus custos pessoais. Ignorar essa estratégia é colocar em risco o futuro de seu empreendimento.

4 – Utilize a tecnologia para fazer o controle financeiro

Não adianta apostar na memória, anotações no caderno e até mesmo planilha: não conseguirá fazer a gestão financeira de sua empresa dessa forma. O ritmo dos mercados atualmente é outro. Pequenas e médias empresa precisam acompanhar os passos dos empreendimentos de sucesso. Esse caminho é utilizar um software ERP. Por quê? Vejamos.

Seu vendedor fecha compras, porém, não é ágil em encaminhar as notas ou outros documentos que comprovem a transação. Logo todas as vezes, demora a enviar a cobrança aos clientes. Usando um programa de gestão financeira isso acaba: o setor financeiro já consegue ver em telas orçamentos e vendas confirmadas, já visualizará as notas fiscais eletrônicas e poderá emitir os carnês de pagamento.

Também, não haverá mais problema na conciliação bancária. O programa para controle financeiro tem convênios com os principais bancos brasileiros, e poderá confirmar online se determinados boletos foram pagos. Esses são alguns dos exemplos de vantagens que sua empresa alcançará adotando esse tipo de tecnologia dentro de suas estratégias de negócio.

Percebemos o quanto é importante ter estratégias de gestão financeira sólidas. Somente com elas poderá pensar em expandir, que é o desejo natural de qualquer pessoa que se lança num empreendimento próprio. Analise todos os pontos e boa sorte!



Deixe uma resposta